Você já falou com alguém que fez você se sentir como se fosse a única pessoa no mundo naquele momento? Quem parecia verdadeiramente envolvido e interessado em cada palavra que saiu da sua boca? Como aquilo fez você se sentir? Importante?

Esse é o poder da escuta profunda. Ouvir profundamente é mais que um hábito social valioso; é uma ferramenta de comunicação transformadora. Com uma escuta profunda, você não está apenas permitindo a si mesmo o tempo e o espaço para absorver completamente o que seu parceiro de conversa está dizendo, você pode realmente encorajá-lo a se sentir ouvido e a falar de maneira mais aberta e honesta. E este é um passo fundamental no  desenvolvimento do relacionamento  com alguém.

Para entender melhor como interagir e se comunicar de forma mais eficaz com os outros, o especialista em linguagem corporal Jan Hargrave, fala sobre os princípios centrais da escuta profunda:

CONTATO VISUAL

“Ao manter um bom contato visual, você está demonstrando ao seu parceiro de conversa que está totalmente engajado e interessado no que ele está dizendo. Uma boa diretriz a seguir é a regra 80/20, em que 80% do tempo em que seus olhos estão se encontrando com o parceiro que fala, e 20% do tempo, seus olhos estão vagueando enquanto você coleta informações para dizer. ”

PRESENÇA

“A pessoa média fala entre 135 e 160 palavras por minuto, mas o cérebro da pessoa comum trabalha entre 400 e 600 palavras por minuto. Isso significa que sua mente está indo muito mais rápido do que a boca do seu parceiro de conversa, o que torna fácil para sua mente se desviar. Cabe a você impedir que sua mente se afaste da conversa e esteja realmente presente. Você não só será capaz de absorver totalmente o que seu parceiro diz, você será capaz de responder em espécie, o que faz com que ele se sinta apreciado e compreendido ”.

FEEDBACK NÃO-VERBAL

“Não há nada pior do que falar com alguém que não dá feedback verbal. É como conversar com uma parede. Faça o esforço para dar o ocasional aceno, sorriso ou outro sinal de reconhecimento ao seu parceiro de conversa. Essas pistas não-verbais podem parecer triviais, mas têm um tremendo impacto ao mostrar seu interesse, compreensão e envolvimento na conversa ”.

CONEXÃO

“Quando você está falando cara-a-cara com alguém, posicione seu corpo de uma maneira que crie um espaço seguro e acolhedor para ele falar abertamente. Incline-se levemente, abra o peito, puxe os ombros para trás e dobre as mãos suavemente no colo ou na mesa à sua frente. Se você estiver de pé, forme uma torre de mão invertida , na qual os dedos se juntam para formar um ponto.

Deixe uma resposta